quarta-feira, 25 de abril de 2018

Demi Rose Mawby exibe suas curvas posteriores e famosas em um biquíni de biquíni de bronze e um maiô vermelho

Strike a pose: Demi Rose was flaunting her famous curves in an array of sexy swimwear on Monday, celebrating her new deal with online fashion retailer ISAWITFIRST.COM
Ele é uma das figuras mais invejáveis do negócio.
E Demi Rose estava exibindo suas famosas curvas em uma série de trajes de banho sexy na segunda-feira, mostrando seu físico incrível em um biquíni de bronze antes de se transformar em um maiô de mergulho vermelho.
A beleza rechonchuda, de 23 anos, estava celebrando seu novo contrato com uma vendedora de moda online ISAWITFIRST.COM com o glamoroso photocall. LEIA

terça-feira, 17 de abril de 2018

Bella Thorne, 20, fica MUITO fumegante com o namorado Mod Sun, 31 anos, enquanto ela mostra sua calcinha minúscula em um vestido transparente enquanto festeja no Coachella

Party time! She lived it up along with most of Hollywood at Coachella over the weekend. And Sunday night saw Bella Thorne don her most daring look yet for the  festival in Indio, California
Eles têm sido quase inseparáveis desde a criação de um romance em outubro passado.
Bella Thorne, 20 anos, e seu namorado Mod Sun, 31 anos, provaram que seu relacionamento apaixonado não mostra sinais de esfriamento enquanto eles faziam as malas no PDA enquanto festejavam no Coachella no domingo.
O rapper não conseguia manter as mãos longe da atriz do Sol da Meia-Noite enquanto ela festejava em um vestido transparente que revelava sua íntima calcinha branca. LEIA MAIS

sexta-feira, 13 de abril de 2018

"Foda-se a minha vida": modelo do Instagram, 32 anos, alega que ela tem "a visão de uma pessoa de 90 anos" após um procedimento controverso para mudar a cor de seus olhos, causando danos permanentes

Nadinne Bruna, 32, has lost most of her vision after the treatment to insert silicone implants in her hazel eyes to turn them light grey went wrong
"Foda-se a minha vida": modelo do Instagram, 32 anos, alega que ela tem "a visão de uma pessoa de 90 anos" após um procedimento controverso para mudar a cor de seus olhos, causando danos permanentes
Nadinne Bruna, 32, perdeu a maior parte de sua visão depois que o tratamento deu errado
A modelo argentina, que mora em Miami, voou para Bogotá, Colômbia, para tê-lo
O procedimento não é aprovado nos EUA pela Food and Drug Administration.
Bruna, que tem 198 mil seguidores no Instagram, ficou deprimida LEIA MAIS

segunda-feira, 9 de abril de 2018

Heidi Klum, 44 anos, fica de topless enquanto faz uma exibição sexy com um jovem namorado no México

Next up: Klum split from art dealer Vito Schnabel, 31, last September after three years together
Ela é famosa por usar roupas.
Mas Heidi Klum fez ondas no domingo, tirando-as.
A modelo de 44 anos de idade está de férias em Cabo San Lucas, México, com o namorado Tom Kaulitz, 28, e passou parte do domingo de topless no convés. LEIA MAIS

segunda-feira, 2 de abril de 2018

A família deixou-se devastada depois de ser expulsa do cruzeiro dos sonhos da Disney por um guarda armado, porque a mãe de 22 anos de idade está grávida

Vacation disaster: YouTuber Emily Jackson, 22, was vlogging her family vacation on a Disney cruise when she was suddenly denied entry because she was pregnant, pictured above
YouTuber Emily Jackson, 22 anos, foi impedida de entrar em um cruzeiro
Os Cruzeiros da Disney não é que as mães grávidas passem 24 semanas a bordo
Jackson não estava ciente da política e é de 25 semanas ao longo
Ela tinha um bilhete de médico que dizia que ela era segura para viajar
Duas guardas de segurança, uma equipe e um oficial com fuzil AR-15 escoltado-para-o-calor de Miami após a mudança de sua prancha.
Com o comparecimento dos membros da família de Saint Louis para o cruzeiro LEIA MAIS

quinta-feira, 29 de março de 2018


QUINTA-FEIRA, 29 DE MARÇO DE 2018

contato@andrebuzzo.com.br | (11) 9-8551-3500 | facebook | skype:andrebuzzowebdesign

ENTENDA O QUE MOTIVA OS INTERNAUTAS A COMPARTILHAR CONTEÚDO

Publicado na categoria Artigos com 3.975 visualizações e 4 comentários
Por Christina Lima e André Bürger
Durante o evento ANA Digital & Social Media Conference, realizado no dia 13 de julho, em Nova York, foram divulgados os resultados do estudo ‘The Psychology of Sharing: Why do people share on-line?’ conduzido pela The New York Times Company. A pesquisa analisou o que realmente motiva o compartilhamento de conteúdo on-line. Mais de 2.500 usuários participaram do estudo, feito em parceria com a Latitude Research, empresa americana de pesquisa de mercado.
A conclusão da pergunta-título, “O que motiva as pessoas a compartilhar nas redes?”, é o fortalecimento das relações no universo digital. Outras razões são agregar valor e entreter, autorrealização, divulgar causas ou marcas de produtos e definir personalidades nas redes digitais. Do total, 69% responderam que compartilham algo para se sentir como parte do todo; 77% acreditam que essa é uma forma de se conectar a pessoas com interesses em comum; 84% acreditam ser uma forma de apoiar determinada causa.
Entenda o que motiva os internautas a compartilhar conteúdo - André Buzzo Webdesign
Realizada em Nova York, Chicago e São Francisco, a pesquisa apontou que muitos internautas encontraram no processo de compartilhamento de informação na rede uma forma de organizar e catalogar esses conteúdos. Dos participantes que responderam aos questionários quantitativos e qualitativos, 73% alegaram absorver e memorizar com mais facilidade aquilo que compartilham. Ao mesmo tempo, 85% disseram entender melhor determinado assunto quando comentado por seus amigos. O estudo utilizou o método etnográfico e identificou personalidades moldadas por: motivações pessoais; o prazer de ser o primeiro a compartilhar na rede, por exemplo; o papel desse processo na vida de alguém e, por último, mas tão importante quanto, a projeção pessoal.
Ao todo, são seis tipos de ‘compartilhadores de informações’ : ‘Altruists‘, pessoas solidárias, confiáveis, pensativas, conectadas e usuárias de e-mail; ‘Carreerists‘, considerados inteligentes, frequentadores do LinkedIn e que valorizam o networking; ‘Hipsters‘, ou seja, iniciadores de tendências, jovens, populares, criativos e de vanguarda. Outras personas identificadas são: ‘Boomerangs‘, essencialmente usuários do Facebook e Twitter, são provocadores, poderosos e esperam a validação de sua opinião pela rede; ‘Connectors‘, gostam de utilizar o FB e o e-mail, são considerados relaxados, criativos e planejadores; além dos ‘Selectives‘, usuários cuidadosos de e-mail, que gostam de mandar informações apenas quando sabem que serão úteis ao destinatário da mensagem. (E aí? Em qual categoria você se encaixa??)
O estudo é um instrumento importante para compreender os mecanismos de decisão por trás do ato de compartilhar e como essas informações podem ajudar comunicadores a ter seus conteúdos compartilhados on-line. “Entendendo os diferentes perfis e motivações, o profissional de marketing poderá alinhar de maneira eficaz suas estratégias de gestão de conteúdo”, disse por e-mail ao Nós da Comunicação, Kristin Mason, gerente de comunicação da The New York Times Company.
Uma das conclusões dos pesquisadores foi que os gestores que trabalham com internet deveriam se preocupar em produzir conteúdo que possa estreitar os relacionamentos. De acordo com Brian Brett, diretor de atendimento ao cliente do New York Times, em sua apresentação na ANA Digital & Social Media Conference, compartilhar conteúdo com consumidores não é apenas para aproximar as empresas dos clientes. “É prover conteúdo que enriqueça as relações entre consumidores”, explicou.

UMA ANÁLISE DA PSYCHOLOGICAL SCIENCE

As pessoas gostam de contar histórias e repassar notícias e informações; e não é de hoje: essa transmissão social acontece há milhares de anos. A diferença é que as novas tecnologias como mensagens de texto, Facebook, Twitter etc. tornaram mais fácil e rápida essa comunicação. Mas por que certos conteúdos são mais compartilhados do que outros e o que leva as pessoas a compartilhá-los?
Jonah Berger, autor de um outro estudo sobre o mesmo tema ‘Why Do We Share Stories, News, and Information With Others?’ publicado em junho na revista Psychological Science, da Association for Psychological Science, aposta que a disseminação de histórias ou informações pode ser impulsionada em parte pela excitação. Quando alguém se sente estimulado emocionalmente, o sistema nervoso autônomo é ativado, o que então aumenta a transmissão social. Ou seja, evocar certas emoções pode ajudar a aumentar a chance de uma mensagem ser difundida por aí.
Em um trabalho anterior sobre quais assuntos nos artigos do The New York Times eram mais enviados por e-mail, a conclusão foi similar. As matérias que evocavam emoções positivas tinham maior potencial de viralizar; emoções negativas, como ansiedade e raiva também aumentavam a transmissão, já as de tristeza, não. O fator-chave, mais uma vez, parece ser excitação. “Se alguma notícia faz você sentir raiva em vez de tristeza, por exemplo, é mais provável que seja compartilhada com sua família e amigos”, resumiu Berger.
Em sua pesquisa o autor estava especialmente intrigado em saber como essa transmissão social faz um conteúdo on-line tornar-se viral. “Há muito interesse no Facebook, Twitter, e em outros meios de comunicação social hoje”, diz Berger, “mas para empresas e organizações utilizarem estas tecnologias de forma eficiente é preciso entender por que as pessoas falam e compartilham certas coisas.” As implicações deste estudo são bastante amplas. “O comportamento das pessoas é fortemente influenciado pelo que os outros dizem e fazem. Se você é um empresa tentando fazer com que as pessoas falem mais sobre sua marca, ou uma organização de saúde pública tentando levar as pessoas a espalharem suas ideias sobre alimentação saudável, estes resultados fornecem insights sobre como projetar mensagens e estratégias mais eficazes de comunicação.”
Com informações da Psychological Science.
Fonte: www.nosdacomunicacao.com

NENHUM COMENTÁRIO:

POSTAR UM COMENTÁRIO